Esqueça Todo o Resto.

Por Sintia Lira.

Vanessa,

Esqueça. Eu não vou fazer parte deste plano absurdo. Não é do meu feitio este tipinho de coisa, e sei que também não é do seu. Quem sabe se você passar um tempo no campo? Contanto com a natureza? Ar fresco? Tudo isso pode fazê-la refletir melhor. E por que não voltar as sessões de Yoga?E eu sei que não quer nem ouvir falar, mas ainda tem a opção de procurar um psiquiatra, um terapeuta, ou alguém te ajude a entender de uma vez por todas que vingança não é a solução.

Odeio quando você se engana assim. Tire esta máscara e saia do papel de vítima. Não há platéia pra esse seu monólogo interminável. Eu te alertei diversas vezes sobre o caráter dele. Você sempre soube que era corna, chifruda e mal amada. Então, por que este espanto agora? E não vem com esse papo de que haviam desconfianças, mas as provas eram insuficiente. Quem precisa de prova concreta, real, absoluta é cientista. Nós não! Nós sempre sentimos exatamente aquilo que precisamos. Ou vai dizer, na minha cara, que não sentiu a faca da traição entrando pelas suas costas e atravesssando-lhe os pulmões? É claro que sentiu, mas fingiu que não! Por pura soberba achou que ignorar os fatos poderia alterá-los. Você achou que a vida, as coisas e as situações fossem curvar-se a sua vontade. Quanta pretensão, idiota!

Tem mais, pare de repetir este seu discurso chinfrim sobre lealdade e fidelidade.Isso não vai convencer ninguém, ninguém. Como queria que ele tivesse sido leal se nem você mesmo soube ser leal a si própria? A pior de todas as traições foi a sua. Então vingue-se de si. Que tal água quente no ouvido enquanto dorme? E se furar os próprios olhos com faca de cortar carne? Não, não, tenho uma idéia melhor! Mate aquele canalha e passe os próximos 30 anos na cadeia. Seria uma vingança genial. Ele morto e enterrado e você vegetando a espera da morte.

E eu te digo, não se torture tentando achar respostas para o que aconteceu. Por mais que tente não irá conseguir. O que precisava saber a respeito de si própria você já sabe. E isso é tudo. De resto cuide-se para não mais se relacionar com pessoas inferiores, elas não te perdoariam por isso. Fique em paz. Esqueça todo o resto.

Sua consciência,

Sintia

sintia.jpg

SOBRE A AUTORA
Sintia Lira é uma virginiana de 23 anos. Apaixonada pela escrita, desde que a infância, escreve poesia, poemas, recados, bilhetes, cartazes ou qualquer outra manifestação escrita. Cursou dois anos da faculdade de jornalismo em Brasília DF, cidade onde nasceu. Abandonou o curso, depois de perceber a diferença entre jornalismo e literatura, optou pela segunda opção. Atualmente dedica-se a contar ao mundo, por meio da escrita, como seu coração capta as emoções da vida.

Publicado primeiramente no 3:AM Magazine: Sunday, May 17th, 2009.